segunda-feira, março 20, 2006

Manual Prático da Auto-Caracterização (ou: como parecer muito mais do que você é!)!

Sejam bem vindos ao... Manual Prático da Auto-Caracterização!

Sim, agora você pode ser mais do que você mesmo é!


Pois bem, comecemos nossa aula. Você é um simples mortal, tão sem graça quanto outro qualquer. Sente-se mais uma formiguinha invisível no mundo, tem suas idéias negadas a maior parte do tempo e, infelizmente, é um zero à esquerda com qualquer coisa com mais curvas que uma tábua de passar roupa.

Mas eu tenho a solução!

Você pode achar que não tem um problema tão sério assim, mas é óbvio que seu caso é grave. O seu caso sempre é grave, embora a maior parte das pessoas não dê a mínima para isto. Como brilhar? Tem que haver um modo de ser melhor do que os outros, não tem?

Pois bem, começaremos com a lição básica: você nunca será nada sendo apenas você. Você é medíocre. Mas você pode facilmente fingir ser mais do que é! Seguem-se as dicas:


1- Fale alto. Mas não fale alto demais. Fale apenas alto o suficiente para sua voz sobrepor a de todos os outros, mas sem machucar os ouvidos de ninguém. Ao conseguir a atenção das outras pessoas mantenha contato visual e nunca perca a atenção delas. Sorria.

2- Seja engraçado, mas apenas o suficiente para não parecer um bobo-da-corte. A não ser que você queira ser conhecido pela sua quantidade exorbitante de ridicularidade.

3- Invente trejeitos. Aja levemente diferente das outras pessoas. Invente gírias e faça elas tornarem-se suas trademarks. Ria com gosto, brinque com as outras pessoas, mas sempre pareça preocupado com o que elas pensam. Deixe que as outras pessoas falem sobre elas, para então ter uma oportunidade de falar sobre sua vida legal.

4- Sempre tente conquistar espaço. Mas nunca seja invasivo. Brinque de conquistar direitos sobre a outra pessoa, brinque com os sentimentos de todos e sempre sorria, mesmo que você queira matar a outra pessoa. Fique bravo quando te desrespeitarem demais, mas nunca deixe muito claro o que é desrespeitar demais para você.

5- Seja inconstante. Mesmo que você seja completamente estável, finja ser inconstante. Não acompanhe as modas, invente-as.

6- Fale sobre qualquer coisa, mesmo que não saiba nada a respeito ou odeie o assunto. Seja simpático, mas nunca pareça burro.

7- Dance.

8- Beije.

9- Faça sexo, ou finja que faça sexo. Conte para todo mundo depois (sejam as experiências reais ou não).

10- Fale sobre assuntos mundanos como se eles fossem a coisa mais interessante do mundo! O segredo é agregar valor às coisas, principalmente às que não têm valor algum.

[...]

18 comentários:

  1. faltou um 'faça sexo' ou 'finja que faz sexo'. ^^

    ResponderExcluir
  2. "Quando suas costelas estão em posição que indica que você é uma pessoa legal, significa que você aparenta ser uma pessoa agradável."

    Trecho de "Eu sei que você está fingindo" de Opsfd Tsnqlç, mesmo autor da Bíblia Sagrada.

    ResponderExcluir
  3. ahn, acho q a gente pratica bem isso, não? sou um bom aluno? (dotro)

    ResponderExcluir
  4. Pois é, eu estou reconhecendo um jovem bem jovem de peitoral notável nessas 10 dicazinhas... =]

    ResponderExcluir
  5. eu ia dizer, mas o fizeram por mim....
    você, ricardo, podia nos explicar ao vivo!
    kkkkkkk.

    ResponderExcluir
  6. Eu não quero ser não eu. Quero viver na mediocridade. xD. Não quero me preocupar se o que eu faço me torna melhor que a média.

    ResponderExcluir
  7. Ah, mas alguma das dicas não tem nada a ver comigo.

    Vide a número 9, por exemplo.

    E, de qualquer jeito, é mais uma auto-crítica que qualquer coisa.

    E senhor "o mesmo cara", favor se identificar, já que eu NÃO sei quem você é, embora você tenha tanta certeza disso.

    ResponderExcluir
  8. aparecer.

    ta aí uma coisa que é absurdamente facil de achar. gente que faz de tudo pra se mostrar para o mundo, se engrandesser para o mundo... e esquece de cuida do interior.

    mundo. noa adianta te acharem excepcional se vc mesmo é tao inseguro disso que busca a resposta nos outros, a todo tempo.

    mais vale olhar em volta e constatar que, na verdade, o que se sabe e o que se é, é infinitamente pouco.

    Alias, como vc faz.

    ( belo manual ryu.)

    ResponderExcluir
  9. não sei pq isso me lembrou uma certa época de pentágono, quantas pessoas brigavam nesse joguinho social lembra? aushuhsuahsaus...
    belo texto... gosto do seu jeito debochado de analisar as coisas que merecem ser debochadas...

    By_Monkey

    ResponderExcluir
  10. ...acho q exstem coisas ali q podiam ser alteradas..

    acho q mta coisa ali num tem nd a ve com brilho.

    mas msm, o texto tah MTO bom.

    ResponderExcluir
  11. Tem a ver com caracterização, não com brilho.

    E obrigado pelos comentários, carioca e guga.!

    Haha, jogo social... Triste.

    ResponderExcluir
  12. "gosto do seu jeito debochado de analisar as coisas que merecem ser debochadas..."
    The_Punisher

    =]

    É sobre isso que eu falava quando o comparei a Veríssimo.

    ResponderExcluir
  13. Parabéns... muito bom. Eu consegui encaixar uns 3 nessas descrições xD

    ResponderExcluir
  14. *Tendo crises de riso*

    Pera aí, preciso de um pouco de ar pra conseguir pensar XDDD//

    AIE...passou...bem, um texto humoristicamente ácido, não tão ácido ao ponto de eu não gostar (não sou muito fã desse tipo de crítica). Mas realmente, falta de personalidade hoje em dia é um problema, cada vez mais fica difícil ser você mesmo. Não estou dizendo também que sou um cara cheíssimo de personalidade e nem que de vez em quando eu também não deixe de ser eu mesmo. Isso já é meio que parte da vida, tentar ser outra pessoa, alguém que agrade aos outros. Não estou elogiando esse tipo de atitude, ao menos não deveria elogiar, não acho isso certo(apesar de que, como disse, de vez em quando eu me passo por outra pessoa). Entretanto , sendo nós humanos, é natural que tenhamos tendência a tentar agradar aos outros. Por que? Porque somos seres sociáveis, precisamos de amizade, precisamos de quem encha nosso ego, precisamos nos achar importantes, achar que fazemos alguma diferença. A única coisa que acho é que tem outras formas de se conseguir tudo isso. Talvez sendo ousado e...sendo você mesmo? O caminho não é fácil...mas alguém disse que seria? Quem disse merece levar uma tijolada. Não existe uma só pessoa que não tenha tomado uma atitude só para agradar alguém. É, de vez em quando somos hipócritas. Alguns são hipócritas com grande frequência. Outros são sempre.

    "Seja engraçado, mas apenas o suficiente para não parecer um bobo-da-corte. A não ser que você queira ser conhecido pela sua quantidade exorbitante de ridicularidade."

    Tá falando comigo? XD//

    ResponderExcluir
  15. Posts intrigantes. o.o"

    ResponderExcluir
  16. Leis que eu ACHO que me enquadro (querendo ou não):

    1, 2, 3, 5, 6, 8, 9 e 10.

    Eu acho que não sou normal. (seguindo regra número 5). E acho que seu senso de humor é impagável.

    :P

    ResponderExcluir
  17. O número de bajulações mostra a eficácia do seu método, Koitina. Hoje vou deitar na cama e me sentir muito melhor pensando em como você é um bosta. =)

    ResponderExcluir