sexta-feira, novembro 28, 2008

Hedonismo (é uma palavratabu).

E daí se eu tiro fotos minhas nua e coloco na Internet com minha carinha aparecendo e qualquer coisa escrita no meu corpo pra saberem que eu sou eu mesma?
tá cheio de homem por aí que finge que é menina e engana alguns outros homens e às vezes até alguma menina se passando por homem, hoje em dia nunca se sabe
Eu nunca me passaria por homem.
E daí se talvez algum dia me descubram e eu perca meu emprego (ainda não tenho emprego
não preciso ter emprego nenhum, sou inútil
Me protejo sob a 'adolescência'?
) e a 'humilhação pública'? Eu me orgulho de meu corpo, eu sei que sou mais bonita que todas elas juntas e que homens irão se masturbar comigo e que eu deixo as pessoas simplesmente malucas.
Cultuam-me.
Acho que o mundo inteiro é hipócrita.
e daí que fortaleço o machismo desse bando de gente sem a menor auto-estima, e daí que a punheta é a única coisa na vida deles
E você não vê problema na moça na Playboy, vê? A diferença é que eu não ganho dinheiro com isso.
eu sou cultuada
Me respeite.
Não é? Não estou fazendo algo de bom? O exibicionismo não é tudo que há hoje em dia?
quando me encosto na janela sem roupa acaba a sensação de vazio e aí percebo que é também comunicação
Eu sou menor que você?

16 comentários:

  1. Querido Ricardo,

    pensava sobre uma ou outra estupidez, quando me deparei com uma dúvida, um surto de deusagem. Diga-me, querido Ricardo. Por que fazemos isso? Por que usamos a lingüagem para narrar algos sobre alguéns, sejam estes últimos fictícios ou não.

    Diga-me, querido Ricardo, é possível usarmos os "alguéns" para dizer algos sobre a lingüagem? Sobre a narrativa em si?

    Aguardo resposta.

    Com todo o amor do seu amor que ainda não consegue parar de usar o trema,

    ResponderExcluir
  2. Bem, já é a segunda pessoa que questiona o "título".

    Eu sei que é bem questionável: escrevi antes do texto todo, e não é bem assim a tradição dos títulos.

    É só que isso aí não é bem um título e, mais ainda, que a dúvida da "aplicabilidade" do título é muito bem-vinda ao texto.

    (disse o Autor com um copo de gin tônica na mão).

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. Acho que sim. Inclusive, ajuda no entendimento do texto de um modo geral, acho.

    ResponderExcluir
  5. Não sei se ajuda,

    o que que é ajudar?
    Que que é sentido geral?

    Eu não sei (a).

    ResponderExcluir
  6. Ele dá dicas de como entender e tal. Sem ir tão além em questionamentos, que Descartes já passou por tudo isso.

    ResponderExcluir
  7. Sim, eu entendo.

    É só que eu não sei se as dicas devem ser seguidas. Enfim, somos só dois velhos autores que não sabem de nada, não é.

    ResponderExcluir
  8. No meu post sobre ajudar a entender, eu pensei em falar "por outro lado, ele limita a interpretação".

    Mas poxa, é pra isso que o título serve, não é?

    ResponderExcluir
  9. Sim, não estou discordando de você, absolutamente.

    Concordo que o título é um tanto esquisito, concordo que ele "ajuda" uma interpretação, concordo que ele "limite".

    Só não é preto no branco, ufa!.

    O que eu disse e que você não disse (a única coisa, na verdade), é que eu acho bom que as pessoas questionem esse título, ele foi mantido pelo questionamento, acho bonito.

    ResponderExcluir
  10. Eu, por minha própria parte, digo que vossa senhoria é um crápula, um insensível e um digníssimo vacilão.

    Além do quê, acha que é hype escrever coisas baseadas no google. Ora, pois sim.

    ResponderExcluir
  11. http://pix.4gifs.com/gallery/d/9338-1/PuffyChan028.jpg

    http://pix.4gifs.com/gallery/d/9378-1/PuffyChan048.jpg

    http://pix.4gifs.com/gallery/d/12489-1/Set+C-05.jpg

    ResponderExcluir
  12. http://pix.4gifs.com/gallery/d/8715-1/RabbitChan054.jpg
    http://pix.4gifs.com/gallery/d/8701-1/RabbitChan047.jpg
    http://pix.4gifs.com/gallery/d/12604-1/BJchan007.jpg
    http://pix.4gifs.com/gallery/d/12610-1/BJchan010.jpg

    ResponderExcluir