sexta-feira, agosto 03, 2007

Anedota, anedota.

Carlos pediu 50 esfihas para o encontro de amigos que aconteceria dali a pouco, preparou a mesa, distribuiu jornais pelos cantos da casa e consultou quão gelada estava a cerveja. Arrumou-se com certo esmero, ansioso pelo que viria, já prevendo a chegada de seus colegas, ensaiando alguns gestos, preparando as boas frases e piadas.

Passaram-se 30 minutos, os amigos chegaram, cumprimentaram-se amavelmente, abraçaram-se, beijaram-se e todo tipo de coisa que acontece quando pessoas não se vêem há muito tempo. Sentaram-se, conversaram um tanto e se inquietaram com a falta das esfihas. Ora, Carlos havia feito o pedido havia tempos e tempos!

Pegou o telefone, discou 30928400 e aguardou, impaciente, um bocado.

“Halabibi Esfihas, boa noite.”

“Boa. Ahn, eu fiz o pedido faz mais de 40 minutos e... ah, não chegou.”

“Por favor você poderia confirmar o número de seu telefone?”

[...]

“Senhor, vou estar checando por que o atraso do senhor, ok?”

“Claro.”

Após 5 torturantes minutos, todas as visitas sentadas à mesa, ansiosas, o atendente retornou ao telefone e, com voz pesarosa, disse que o motoboy, o Zé, um cara muito bacana, pai de família, havia sofrido um acidente grave, gravíssimo, enquanto tentava entregar as esfihas, que foi um desastre terrível, terrível! Provavelmente não seria mais capaz de andar e talvez até...

“Ora... Isso é muito triste! Eu... Nossa! E foi acontecer logo quando ele vinha fazer a minha entrega! Mas, bem... O que fazer, não é? Ahn... Bom, aquela promoção ainda tá de pé?”

“Senhor, qual promoção?”

“Se demorar mais de 30 não pago nada, né?”

7 comentários:

  1. humor nego, nego
    hihihih

    ResponderExcluir
  2. Wow!

    Texto magnífico (que denota com perspicácia a ideologia malígna na qual vivemos).

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. comentário excluído05 agosto, 2007 14:34

    Esta postagem foi removida pelo autor.

    ResponderExcluir
  5. ques caralhos foram esses comentários suprimidos aí?

    ResponderExcluir
  6. Pelo autor dos comentários, não por mim.

    O primeiro é de verdade, o segundo é alguém brincando de comentário excluído :D

    ResponderExcluir
  7. hauhauhaua

    muito bom, ricardo

    ResponderExcluir