quarta-feira, junho 28, 2006

Indestino.

Os jovens aventureiros finalmente encurralam o assombroso Senhor do Mal, que sem outra escolha prepara-se para lutar. Mas antes, os heróis o bombardeiam com uma explosão de insultos morais:

"Você é um homem cruel e tirano, deve morrer por nossas mãos! Somos a Justiça em pessoa e viemos para lhe matar."

"Vamos, rende-se que assim não o mataremos! Seu reino termina por aqui, seu calhorda!"

E por aí vai. O malvado olha para frente, cheio de ira. Pensa com ele mesmo que são cinco heróis descerebrados e completamente despreparados, que estão entupidos de moral ridícula até o intestino, passando obviamente por lá.

"Olha aqui", começa o malévolo, "não fui eu que matei mais de milhar em uma semana. Nem sou eu o intolerante aqui... Nunca destruí pessoas simplesmente por serem antagônicas a mim, mas simplesmente por serem opostas à evolução da nação", pigarreia um pouco, "sou apenas um bom governante, e as pessoas que me acham ruim é que são podres e deturpadas. Além disso, eu não sou um estereótipo ambulante que nem vocês, embora vocês realmente tentem me tornar um com essa baboseira de 'Senhor do Mal'".

Eles olham atônitos para o Distribuidor Mau da Maldade Tão do Mal que Mal Conseguimos Agüentá-la.

"Que merda é essa?" pergunta o de vermelho.
"É, que merda é essa?" e agora é a vez do azul.

As perguntas eram tanto para o Senhor das Trevas quanto para o diretor, que resolve então parar tudo.

"João, que merda é essa?" é a resposta-pergunta do diretor, direcionada ao Ator Que Faz o Mal Sempre.

"Cansei disso tudo. Eu tentei falar minha fala e não consegui."

"Mas a fala era 'Venham para a morte, então! Eu nunca desistirei!', era fácil, como assim não conseguiu?!"

Os power-rangers Cruzados vão tomar água e tirar a roupa cheia de suor um pouco.

"Não consegui por isso mesmo. Essa bosta de roteiro é sempre a mesma coisa!"

"É o que vende!"

E agora a câmera dá um close na cara do Ator Indignado, que franze o cenho preparando o grito:

"Então eu me demito dessa mediocridade ridícula! E espero que vocês passem o resto da vida filmando essas coisas ridículas para crianças de sete anos com mentalidade de um e meio. Vão à merda!"

- Corta! - diz o diretor, escondido da câmera - muito bom o trabalho, Carlos. Você ficou muito convincente como João... Ei, Max Overseas, gostei de sua interpretação de ator interpretando o Ricardo Coração-de-Pavão! E pedrinho, acho que você devia carregar mais o "Que merda é essa, João?"... Tenta pôr mais ênfase na merda. Vamo lá, todo mundo. Pausa de cinco minutinhos e vamo tentar de novo!

23 comentários:

  1. Bom. Mas esse é um clichê =P

    "Os power-rangers Cruzados"

    adorei isso =D

    ResponderExcluir
  2. Huahuauauh, brilhante.

    Ou, pelo menos, luminoso.

    Gostei =).

    Mas ainda prefiro o "Stephen King" de baixo xD

    ResponderExcluir
  3. i'esse título aê?

    ResponderExcluir
  4. é por causa de seu intestino. Estava mal, entao ele aperto a tecla errada. =]

    ResponderExcluir
  5. Mostre-me o texto de onde vem o clichê, alce.

    Clichê é o senhor do mal se revoltando contra os cruzados.

    E é indestino, uai. Era pra ser e não foi, era pra ser e não foi e era pra ser e não foi.

    ResponderExcluir
  6. Ah, sim: Stephen King é um cocô xD

    ResponderExcluir
  7. Um trocadilho para cá, uma ironia para lá... E um texto que aparentemente eu não via grande interesse, muda simplesmente no último parágrafo.

    Bela tirada!

    ResponderExcluir
  8. Não sei.
    Mas me lembro de ter lido um texto desses, uma vez. Quando ainda estava no Arqui. Um texto para a escola.
    Mas se a idéia foi livre, então está carimbada para voar. (just kidding)

    ResponderExcluir
  9. Ah, sim, e há o Show de Truman, também. Como se escreve Truman? .__.'

    ResponderExcluir
  10. O que show de "truman" tem a ver com isso?

    ResponderExcluir
  11. xD
    sim, tem um pouco.
    Trata-se de o cara viver em um 'pseudo-teatro', sendo que a sua vida protagoniza uma peça.
    Anyway, não que seja diretamente conectado, mas é compreensível a ligação, ainda mais se você viu o filme todo.

    ResponderExcluir
  12. não tem nada a ver não. Ninguém vive nada aqui. É apenas um texto sobre uma filmagem que retrata uma filmagem de um filme.

    ResponderExcluir
  13. Bem, que um lembra o outro é inegável.

    ResponderExcluir
  14. porrrrrraddaaa. não,desculpa.
    hãm, hãm.
    o clichê vem do luís fernando zé maria, ryu. sérião, mano.

    ResponderExcluir
  15. Ah, mas se é do veríssimo há de me desculpar: só li um livrinho dele.

    As coincidências são... coincidências.

    ResponderExcluir
  16. coincidências. é, foi coisa do indestino você não ter lido o texto homoídeo (inventei isso agora: idéia igual) do cara.

    ResponderExcluir
  17. mas a idéia foi ótima!

    ResponderExcluir
  18. hehe.
    Hacky.
    Cada vez mais parecido com Veríssimo.
    XD

    ResponderExcluir
  19. Mas o veríssimo tem novecentos e noventa e nove anos, eu só dezesseis. Até lá eu já me terei me transformado em lagarta, em fezes e em mamute.

    ResponderExcluir
  20. É, se se esforçar...

    ResponderExcluir
  21. O dino fica me chamando de inábil...

    ResponderExcluir