domingo, dezembro 30, 2007

Clímax.

O primeiro ato durou poucos minutos, o elenco inteiro subiu ao palco com cadeiras, ajustaram-nas de frente à platéia e as cortinas se fecharam. O público, atônito, esperou sentado por alguns minutos, mas os cochichos começaram e era tudo um grande rebuliço quando tocou o sinal e as pessoas começaram a buscar seus lugares.
Num átimo, as cortinas começaram a pegar fogo enquanto abriam-se vagarosamente, o alarme soou e a gritaraiada começou, as pernas atrapalhadas e todos como uma massa ébria de gado buscando as saídas. O único som superior ao desespero era o incrível aplaudir dos atores sobre o palco diante do puro deleite do espetáculo.

11 comentários:

  1. É, o ato foi a demonstração da carbonização da cortina
    Foi, também, a cinza que fascina
    Os olhos atentos dos atores...

    Alguém morreu?

    ResponderExcluir
  2. que tipo de texto é esse que você escreve?

    ResponderExcluir
  3. Eu adorei o primeiro parágrafo. Se acabasse ali, seria um nano dos bons. O segundo não estraga, claro que não. Continua uma situação inusitada e divertida. Mas assim, tão explícita, pareceu que perdeu um pouco da magia de imaginar a cena a partir do zero, como eu vinha fazendo ao final do primeiro ato.

    ResponderExcluir
  4. Senshiba, dou toda a liberdade procê cortar o texto ao meio e alegar autoria própria. Não foi assim que eu imaginei a coisa e aí eu não posso fazer nada a respeito, ou então...
    eu escreveria o seu texto.

    Sérgio, parece que se chamam minicontos ou qualquer coisa assim.

    Sãrvários, ninguém morreu até onde eu sei, mas...

    ResponderExcluir
  5. Ah, hacky, foi um comentário, só.

    Não seja melodramático, não vou picotar seu texto.

    xDD

    ResponderExcluir
  6. Clap, clap, clap.
    E ainda dizem por aí que em casos como esse devemos ficar calmos. Mas como?

    ResponderExcluir
  7. A-do-rei.

    "We do what we must because we can"? Isso me lembra um jogo.

    ResponderExcluir
  8. Climax mesmo ...

    muito bom este teu mini conto ... a utilização da sintese e da objetividade, normalmente é o q faz um mini conto ser bom ... conseguisse isso neste texto !

    dei uma olhada por cima nas outras coisas ... volto com mais tempo

    www.monalisabudel.blogspot.com
    www.gritosesussurrosurbanos.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. parabéns, ricardo, pela apresentação =]

    ResponderExcluir