quinta-feira, fevereiro 07, 2008

Quentura da caneca.

Amo a mo
lher de chá

9 comentários:

  1. Pareceu, além de uma mensagem bem simples e romântica, uma poesia concreta - quase.

    ResponderExcluir
  2. Suponho que o vocábulo "romântico" seja deveras perigoso quando tratamos de literatura - ou pretensa etc -, então eu tenho que discordar.

    É um poema concreto, sim. Mulheres e colheres são coisas tão tãogíveis.

    ResponderExcluir
  3. Mulher de chá ou chá de mulher? xD

    ResponderExcluir
  4. Romantismo é relativo...Se acho erótico uma colher dentro de uma chícara, por que não posso achar romântico o amor por uma "mulher de chá"?

    ResponderExcluir
  5. Porque romântico tem o nacionalismo e escapismo e etc.

    E ah, era isso que vc tinha me mandado no MSN... Bom...lá não tinha as cores.

    Amo amo lhe dexar

    ResponderExcluir
  6. Suponho que você não tenha pegado o espírito da coisa:

    Chamar algo de romântico, quando se trata de literatura, é muito complicado: esbarra-se na questão da escola romântica e, neste caso, meu poema não tem nada disso.

    Eu não vejo, pelo menos.

    ResponderExcluir
  7. Sim, hacky, mas no fundo, no fundo, todo mundo sabe que você só está sendo chato.

    ResponderExcluir
  8. Romântico, não foi no período literário, se é isso que quis dizer.

    Um homem que abre a porta pra mulher é...um imbecil...quero dizer...romântico...
    (galhofa repulsiva)

    Bem...Esquece o que disse, do jeito que sou inconstante...Não o acho mais romântico...Deveria estar apaixonado quando lia...


    Abraço.

    TAKE A LOOK:

    http://pseudocerteza.blogspot.com/

    ResponderExcluir